Sobre o trabalho da OTOA-LCN Brasil

Atualizado: Abr 15

Soror Zothyria


Imagem de congerdesign por Pixabay



Que Legba abra as portas de todas as direções, para onde esta mensagem deve realmente chegar.


Talvez seja a hora de clarear certos assuntos por aqui.


Quanto a OTOA-LCN Brasil foi fundada, foram tomadas algumas decisões que têm sido interpretadas sob a luz de ressentimentos pessoais.


Recebemos vários auto-exames (o exercício proposto para admissão), porém uma minoria foi aceita. Não houve nenhuma razão além de baixa qualidade para que várias admissões não fossem aceitas. Esta é a resposta mais honesta que pode ser dada. Nada mais e nada menos.

Infelizmente, muita gente acredita que:


a) o trabalho seja pró-forma e que não há uma seleção real

b) que a iniciação em outras ordens seja suficiente para validar o trabalho (ou ainda, que isso seja demérito).

c) que ter alguma relevância no cenário ocultista seja suficiente


Aqueles que dirigem esta ordem têm que se dedicar em examinar os trabalhos de admissão, orientar e elaborar conteúdos, manter as informações disponíveis e a comunicação aberta com os membros. Dada à gratuidade dos trabalhos da ordem, é razoável que este tempo despendido valha a pena, e que o estudante seja, no mínimo, dedicado em igual medida. É assim que se trabalha sobre uma ponte: cada um chega até o meio.


Por via de regra não há necessidade de qualquer trabalho presencial e/ou coletivo, mas tão somente o trabalho individual como um laboratório de experiências mágicas. E justamente por isso é que desde sua fundação, a ordem não se interessa por pessoas que já em sua apresentação não demonstrem dedicação. Se no passado outras pessoas falaram em nome da OTOA-LCN Brasil como algo diferente do que foi exposto, não podemos nos responsabilizar. Alguns membros podem ser eventualmente convidados a participar de algumas cerimônias coletivas, porém esta honra só é estendida aos estudantes mais valorosos que desenvolvam o necessário rapport com o sistema e com a ordem.


Entendemos que várias ordens no Brasil tenham que se sujeitar a receber quaisquer interessados, seja por necessidades financeiras, seja por perceberem força em número. Contudo, a OTOA-LCN Brasil não têm nenhum interesse deste tipo e se reservou ao direito de elencar a qualidade de seu quadro de membros como principal valor.


Realmente, sentimos muito se a impressão até então fornecida fosse outra. Aqueles que já submeteram seus trabalhos e que não receberam sua carta-convite estão convidados a repeti-lo, desta vez conhecendo o contexto em que se dão as admissões.


Que o aço de Ogou possa separar os fortes dos fracos!

Aybobo!



197 visualizações1 comentário