• Eduardo Regis

Papa Legba: Abrindo os Portões.

Frater Vameri


Bandeira de Vodou com representação de Papa Legba. Notem como a representação se parece com a de São Lazáro, um dos Santos com os quais esse Lwa é sincretizado. Artista: Alcide


O seriado “American Horror Story” em uma de suas temporadas contou a história de um coven de Bruxas que disputava território com a Rainha do Vodou de Nova Orléans, Marie Laveau. Bem, deixe-me dizer primeiramente que essa temporada é divertidíssima, mas que prestou alguns desfavores. O maior deles foi a representação de Papa Legba. Além disso, Papa Legba é frequentemente associado ao “demônio na encruzilhada” com o qual Robert Johnson teria feito um pacto para ser o melhor guitarrista do mundo. Assim, gostaria de discutir brevemente esse Lwa um pouco e, com sorte, deixar mais claro, afinal, quem é o Papa Legba.


Angela Basset como Marie Laveau em "American Horror Story".


Mencionamos um seriado e um músico que tem algo em comum: Nova Orléans. Cumpre notar que há muitas diferenças entre o Vodou Haitiano e o de Nova Orléans, mas no caso específico de Papa Legba, as similaridades são suficientes para que o Lwa seja comparável nas duas tradições. Portanto, as histórias citadas servem bem para ressaltar o ponto deste ensaio.


Papa Legba é o guardião dos portões. Ele é, portanto, a comunicação. A passagem. A jornada e também o encontro. Por isso, Papa Legba é a encruzilhada. A encruzilhada, claro, que representa a própria condição humana. Pessoas dotadas de livre arbítrio e que precisam o tempo todo tomar decisões e fazer escolhas. Essa energia dinâmica e absolutamente fundamental é Papa Legba.


Assim, Papa Legba é o primeiro Lwa a ser servido em qualquer cerimônia. A razão é simples, se Papa Legba não abrir os portões e permitir a passagem dos Lwa e das energias, não haverá cerimônia alguma. Essa capacidade de ligação de Legba é representada por um de seus nomes “Grande Estrada” e também por um de seus apetrechos, que comentaremos mais adiante e que é considerado o mesmo que o poteau-mitan  (poste central) do hounfour  (templo Vodou). Lembrando que o poteau-mitan é o poste que representa o axis mundi e pelo qual os Lwas "descem" para as cerimônias. É o implemento mais fundamental do templo. 


Ele é tão fundamental que até mesmo nas cerimônias que um servidor conduz de maneira íntima e solitária, em casa, Papa Legba precisa ser o primeiro a ser saudado. Sem as bênçãos de Papa Legba, nem a conexão mais direta com um Lwa pessoal de um servidor será possível.


O Papa Legba é uma das forças mais poderosas do Vodou. Entretanto, sua imagem é simples (como veremos) e isso, acredita-se, tem a ver também com humildade. Esta virtude seria uma das lições de Papa Legba e uma lição para o Vodou: é preciso ser humilde para servir os espíritos, a comunidade e perseverar no caminho. De certa maneira, aquele que tem um cargo eclesiástico no Vodou é uma ponte entre a comunidade e os espíritos e acaba tendo um papel que encarna também um pouco de Papa Legba.


Na verdade, como bem coloca a Mambo Vye Zo Komande Lamenfo, como Legba é a comunicação e a jornada, todos temos um "Legba". Ou seja, todos somos um pouco Legba. Esse Legba nosso se manifesta o tempo todo, seja quando falamos, escrevemos ou ainda quando somos obrigados a realizar tarefas simples, como escolher algo no supermercado.


Já que falamos da apresentação deste Lwa, vamos a ela. Ao contrário do mostrado no seriado de televisão que citamos o Papa Legba se apresenta como um senhor de idade, curvado, que manca, anda com uma bengala e se veste de maneira simples. A imagem de abertura deste texto, a bandeira de autoria de Alcide, ilustra bem essa figura. Os leitores que acompanham os artigos do Site da OTOA-LCN reconhecerão que o Papa Legba de cartola e de cara pintada de branco do “American Horror Story” (imagem abaixo) emula, na verdade, a representação de Barão Samedi. E somente a imagem, pois o comportamento um tanto maligno também não reflete o do Barão.


Lance Reddik como "Papa Legba" em "American Horror Story". Um Papa Legba totalmente descaracterizado. Na cena, ele cheira cocaína, comportamento nada condizente com o Lwa do Vodou Haitiano.


A bengala de Papa Legba seria o próprio poteau-mitan e ele seria manco, pois estaria com uma perna no nosso mundo e outra no mundo invisível. Isto deixa claro como Papa Legba é, por excelência, um intermediário, um espírito de natureza múltipla. Assim, ele é o andarilho. A pessoa que está sempre na estrada, na jornada. Temos que ele é o caminho e o caminhante ao mesmo tempo. É, claramente, complexo e muito forte.


O Papa Legba é costumeiramente um espírito gentil e diz-se que costuma dar conselhos e orientações aos servidores dos espíritos. Ele pode ser, portanto, também aquela curiosa sensação de que uma escolha pode ser menos favorável do que a outra. Como é possível perceber, ele representa um aspecto fundamental da natureza humana. Por isso, a relação com ele é sempre íntima. Seu abraço, quando possui um servidor, é carinhoso e dissolve muitos problemas. É como um amigo que sabe muito bem o quão difícil é viver essa vida e ter de dar conta das escolhas.


Porém, como todos os Lwas, Papa Legba não opera na dicotomia "bem versus mal". Assim, o aspecto gentil e conselheiro dele não significa que este Lwa não possa ser desafiador. Ao pensarmos na encruzilhada como um ponto decisivo e no caminho, que sempre oferece alguns obstáculos, temos uma ideia de como a natureza de Legba pode se manifestar de forma a exigir cautela.


Fica claro, entretanto, que todo o servidor se beneficia de servir Papa Legba. Esse grande conselheiro, que é capaz de abrir os caminhos, pode ser um excelente amigo. Ele pode ajudar em uma passagem mais tranquila pela jornada. Como já discutido, Papa Legba é humilde. Portanto, entende-se que pequenas oferendas regulares a ele serão suficientes para estabelecer uma boa relação. Aqui, enfatizo “relação”. Servir os espíritos pode parecer que exprime uma relação de mera autoridade em uma análise mais distante. Entretanto, o serviço cria um vínculo. Ele constrói uma relação. Com isto tendo bases fortes, os espíritos irão também marcar presença na vida do servidor.

97 visualizações1 comentário